Angola

Angola é o 7º destino do investimento estrangeiro em África

O país captou projectos de investimento estrangeiro no valor de USD 2,7 mil milhões em 2015, absorvendo 4% do total que é dirigido ao continente. O maior investidor externo em Angola foi a petrolífera Total.

Angola é o 7º destino do investimento directo estrangeiro em África, de acordo com ‘The Africa Investment Report 2016’. O país que captou mais investimento directo estrangeiro em 2015, o Egipto, embora tendo atraído projectos no valor de USD 14,5 mil milhões, registou uma quebra de 19% em relação ao ano anterior.

Seguem-se a Nigéria (USD 8,6 mil milhões), Moçambique (USD 5,1 mil milhões, a África do Sul (USD 4,7 mil milhões), Marrocos (USD 4,5 mil milhões), Côte d’Ivoire (USD 3,5 mil milhões) e Angola (USD 2,7 mil milhões).

Todos estes países recuaram, tal como o Egipto, em relação ao montante de investimento estrangeiro captado em 2014. Já os países que se seguem na lista dos dez que mais captaram investimento estrangeiro, reforçaram a sua posição.

É o caso do Quénia, que surge logo depois de Angola, e que atraiu projectos no valor de USD 2,4 mil milhões, o que tradus um incremento de 8% em relação ao ano anterior, do Senegal, que captou USD 1,9 mil milhões (um aumento de 473%) e dos Camarões, em que projectos de investimento externo entrados, envolvendo USD 1,8 milhões, deram um impulso de 829% na sua carteira de investimento directo estrangeiro.

O maior investidor externo em Angola foi a Total E&P, com USD 2,2 mil milhões. Com este investimento no país a petrolífera francesa atingiu a posição de terceiro maior investidor externo no continente.

O principal é também uma petrolífera, a Eni, e os grandes investimentos estão ligados ao domínio da energia e matérias-primas energéticas. As matérias-primas já não constituem, face ao potencial de crescimento do continente, as principais drivers’ do investimento externo em África, refere Mario Pezzini, director do centro para o desenvolvimento da OCDE (organização que agrupa fundamentalmente os países industrializados).

‘O continente está aberto a novos investimentos, impulsionados por um aumento da procura sem precedentes’, acrescenta. O sector privado vem desempenhando um papel cada vez mais relevante no crescimento do continente.

Em 2015 23 países africanos tomaram medidas para melhorar o respectivo ambiente de negócios. Embora sem a euforia que caracterizou a primeira década do século, o capital externo continua a encaminhar-se para África e, embora o investimento em capital tenha declinado 24%, passando para 66,5 mil milhões em 2015, o número de projectos de investimento directo estrangeiro aumentou 6%, passando para 705.

No conjunto, indica o estudo, 495 empresas investiram na região, o que traduz um acréscimo de 6% face a 2014. Ainda que os investimentos se tenham vindo a diversificar a indústria extractiva ainda lidera no que respeita aos investimentos efectuados provenientes do exterior, correspondendo a 23% do investimento directo estrangeiro total.

O maior número de projectos foi dirigido à África do Sul, que captou 118 projectos de investimento, ou seja, 17% do total.

Seguem-se o Quénia (com 12% dos projectos) Marrocos (10%), Egipto (8%), Nigéria (7%), Gana (6%), Moçambique (4%), Etiópia (4%), Côte d’Ivoire (4%), Tanzânia (3%) e Uganda (3%). O maior número de projectos de investimento foi apresentado pelo sector dos serviços financeiros, ao passo que o sector do carvão, petróleo e gás natural foi aquele que recebeu mais investimentos (USD 15,7 mil milhões).

Foram investidos mais de USD 12 mil milhões na área das energias alternativas e renováveis, com o sector das ‘energias limpas’ a registar um acréscimo de 23% de investimento em capital, em contraste com a das energias de origem fóssil, que registaram uma quebra acentuada de 52%.

 

Fonte: OPAÍS

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas