Massangano já produz 340 toneladas de cacusso anualmente

Massangano já produz 340 toneladas de cacusso anualmente

22 Outubro, 2016 0 Por Staline Satola

O Centro de Larvicultura de Tilápia do Massangano, que envolveu um investimento de USD 4 milhões vai produzir 340 toneladas de cacusso e dois milhões de alevinos.

Trezentas e quarenta toneladas de cacusso e dois milhões de alevinos estão a ser produzidos anualmente no Centro de Larvicultura de Tilápia do Massangano, um projecto orçado em USD 4 milhões, erguido no município do Cambambe, província do Cuanza Norte, inaugurado esta terça-feira a sua segunda fase, pela ministra das Pesca, Victoria de Barros Neto.

O centro, que possui capacidade para desenvolver actividades como promover a produção de alevinos em qualquer época do ano, bem como a investigação científica, está apetrechado com um sistema de recirculação de água, tratamento de efluentes, o que permitirá o aproveitamento das águas residuais, bem como um sofisticado sistema de filtragem, além de formação e assistência técnica periódica aos piscicultores, em termos de gestão e prestação de serviços em matéria de aquicultura.

Para a ministra das Pescas, Victoria de Barros Neto, a inauguração da segunda fase do projecto, fez com que o país contasse agora com centro de engorda da tilápia, cujo objectivo é fazer com que estas instalações representem um centro demonstrativo para o sector empresarial privado bem como para as pequenas produções.

“Os operadores que quiserem entrar neste negócio de pescado têm aí uma forma de ver todas as fases de produção, desde os ovos, larvas, alivinos, até à elaboração total do peixe.

Por outro lado, temos também a possibilidade de demonstrar aos operadores como se pode fazer a ração comercial porque o centro possui uma pequena fábrica de ração”, esclareceu.

Para ministra da Indústria, Bernarda Martins, a instituição inaugurada “é de grande importância para o fomento da pesquicultura no nosso país e vai contribuir para o desenvolvimento desta actividade e deve contar com apoio de outros sector da vida do país, com destaque para a produção de rações”.

Por seu turno, a ministra da Ciência e Tecnologia, Cândida Teixeira, informou que Centro de Larvicultura de Tilápia do Massangano, é um campo muito fértil no que concerne à investigação científica nas mais diversas vertentes, tanto tecnológica bem como científica.

 

 

Fonte: OPAÍS

+ informação encontre no jornal impresso já nas bancas!