Amigos, amigos… relações à parte? Não para os homens

Amigos, amigos… relações à parte? Não para os homens

2 Novembro, 2016 0 Por Staline Satola

É pelas amigas que eles se sentem mais atraídos, diz um novo estudo.

Para uma mulher, um amigo do sexo oposto é nada mais do que isso, um amigo do sexo oposto. Mas para um homem, uma amiga do sexo oposto… pode ser uma companheira, se for atraente o suficiente.

Esta é a conclusão de um estudo publicado na Evolutionary Psychological Science, que revela que os homens são capazes de olhar para as amigas mais bonitas como possíveis companheiras. Contudo, o nível de atração depende da beleza da amiga do sexo oposto.

Realizado pela Universidade de Wisconsis-Eau-Claire, o estudo vai ao encontro daquilo que outras investigações já tinham notado: A tendência para os homens se sentirem atraídos pelas amigas que consideram interessantes.

Para o estudo, conta o site Science of Us da New York Maganize, foram realizados três testes, sendo que no primeiro participaram 40 pares de estudantes, no segundo 32 pares e no terceiro 114 homens e 192 mulheres. Nas três fases de investigação foram colocadas questões acerca das amizades, dos níveis de atração e da possibilidade de uma amizade se tornar num amor.

Para a mentora do estudo, Bleske-Rechek, pode-se concluir que o amigo do sexo oposto pode vir à mente de uma determinada pessoa quando alguém lhe está a fazer questões sobre amigos, mas esse amigo “não tem de ser o mesmo amigo do sexo oposto com quem se passa mais tempo durante o dia”, ou seja, em alguns casos, especialmente nos homens, pensar no ‘amigo do sexo oposto’ pode ter uma conotação mais sexual do que apenas a mera amizade.