Após pedir desculpas, rapper Mos Def autorizado a deixar África do Sul

Após pedir desculpas, rapper Mos Def autorizado a deixar África do Sul

23 Novembro, 2016 0 Por Staline Satola

Mos Def vai passar a ser ‘persona non grata’ no país africano.

O rapper norte-americano Mos Def já não será julgado de acordo com as leis de imigração sul-africanas. Após pedido de desculpas, o caso contra si foi retirado e tem autorização para deixar o país. No futuro já não poderá voltar à África do Sul.

Mos Def tem vivido na África do Sul desde 2013, como recorda a ABC. Em jáneiro teve problemas com as autoridades, após ter mostrado um passaporte da World Governmente of World Citizens.

O passaporte é emitido por uma organização não-governamental desde os anos 50. Esta organização defende que a cidadania é um direito de todas as pessoas. O passaporte em causa é emitido citando como argumento o direito à livre circulação.

Embora a organização em causa defenda que o passaporte que é emite é aceite nalguns países, a África do Sul não é certamente um desses países. E só após um pedido desculpas formal é que Mos Def evitou mais problemas com as autoridades sul-africanas.