Angola

Assinala-se hoje, 30 de Novembro, o Dia do Idoso em Angola

A data foi instituída ao abrigo de um Decreto-executivo de 10 de Janeiro, do Conselho de Ministros.

Segundo a directora do lar Beiral, Guiomar Damião, o número de idosos, entre homens e mulheres, abandonados pelos seus parentes é cada vez maior, sendo que muitos deles apresentam vestígios de maus tratos físicos e psicológicos

A data foi instituída em sinal de respeito e reconhecimento dos feitos de milhares de homens e mulheres que se encontram na terceira idade, em prol do progresso e engrandecimento da Nação.

O lar da 3ª idade, Beiral, localizado na Terra Nova, cidade de Luanda, tem sido o local ideal de acolhimento para os idosos que de certa forma são rejeitados no seio familiar e abandonados em portas de igrejas, hospitais e até mesmo nas ruas da capital de Luanda.

Explicou que apesar desse aumento, o centro tem conseguido albergar e cuidar dos idosos que se encontram nessa situação de abandono.

“Actualmente o centro de acolhimento controla 94 idosos abandonados pelos seus familiares”, fez saber.

Apontou como uma das principais causa do abandono dos idosos, por parte de filhos e outros familiares próximos, o feiticismo e o apoderamento dos seus bens, sendo que em muitos casos muitos deles são maltratados pelos próprios parentes com intuito de roubarem os seus bens.

Muitos dos idosos chegam ao lar com ferimentos e perturbações psicológicas. Em função dessa situação, o centro tem trabalhado com psicólogos no sentido de recuperarem o estado psíquico das vítimas.

Idosos que foram abandonados pelos seus familiares

Durante a nossa reportagem ao lar encontramos uma idosa, antiga funcionária da Rádio Luanda, de nome Adelaide, que também foi entregue ao centro por um casal, colegas da Rádio. Segundo a directora, Dona Adelaide está no lar há um ano e foram dois colegas que viviam com ela que a deixaram por lá.

Ela tem sido acompanhada por um psiquiatra por mostrar perturbações mentais, mas os mesmos sempre a visitam e dão apoio.

Adelaide também foi abandonada pelos filhos que nunca apareceram ao lar. U

m outro caso foi o de Laurinda de Almeida e Silva, de 94 anos, que está há muitos anos no lar e sempre foi bem tratada pela directora do recinto.

 

Leia +

 

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas