Canadá reduz consumo diário permitido de canábis a ex-combatentes

Canadá reduz consumo diário permitido de canábis a ex-combatentes

23 Novembro, 2016 0 Por Staline Satola

Os antigos combatentes canadianos vão poder fumar apenas três gramas de canábis terapêutica, usada para aliviar as dores, depois de o Governo de Justin Trudeau ter decidido limitar o ‘plafond’ de consumo diário reembolsável, adiantou a agência AFP.

O Canadá autorizou em 2001 o consumo de canábis com prescrição médica, mas o Ministério dos Antigos Combatentes nunca adotou qualquer regulamentação sobre a matéria, ainda que sejam cada vez mais os veteranos a consumir e a ser reembolsados pelo Estado.

Até agora, o Governo federal garantia o reembolso até 10 gramas de canábis por dia, mas a reforma apresentada hoje prevê o reembolso de apenas três gramas diárias.

“Consultámos os veteranos, os seus defensores, os especialistas médicos e examinámos os estudos existentes sobre o uso de marijuana com fins medicinais para elaborar uma política equilibrada”, sublinhou, em comunicado, Kent Hehr, ministro dos antigos combatentes.

O Governo federal fixou ainda em 8,5 dólares canadianos (5,95 euros) por grama o ‘plafond’ reembolsável pela segurança social.

As autoridades sanitárias alertaram também contra o consumo de mais cinco gramas diários de canábis. Doses acima dos cinco gramas representam um perigo para a saúde e podem provocar doenças pulmonares e cardíacas, para além de desencadear dependências de psicotrópicos.

De acordo com o ministério canadiano da Saúde, o consumo diário médio de canábis medicinal por paciente é de 2,6 gramas.

O Canadá deverá tornar-se na próxima primavera o primeiro país do G7 a legalizar o consumo recreativo de canábis.