Fórum  Angola e China congrega mais de 500 empresas

Fórum Angola e China congrega mais de 500 empresas

5 Novembro, 2016 0 Por Staline Satola

Cerca de 600 empresas entre angolanas e chinesas vão participar nos dias 7 e 8 deste mês, em Luanda, no fórum de investimento Angola/China, promovido pela Unidade Técnica para o Investimento Privado (UTIP) da Casa Civil do Presidente da República de Angola.

Em declarações à Angop, a propósito do encontro entre empresários, o director da UTIP, Norberto Garcia, referiu que o evento resulta da cooperação económica bilateral existente entre os dois países e visa criar um ambiente propício para a cooperação económica e combinar factores de estratégias empresariais, visando captar investimentos para os projectos que precisam de financiamento.

Afirmou que com a realização deste fórum, Angola será o primeiro país da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) que vai materializar o espírito das parcerias privadas que o governo chinês está a propor ao continente africano, particularmente para Angola, fazendo com que os angolanos e chineses intensifiquem a cooperação em matérias de investimento privado e consolidem a concretização dos projectos existentes.

Referiu que a concretização dos projectos que estão a ser implementados em Angola tem um impacto sóci-oeconómico no país, visando a melhoria da qualidade de vida das populações.

Segundo Norberto Garcia, o factor de maior sucesso da UTIP está na transparência, dedicação, celeridade dos processos e no comprometimento com a legalidade.

Ao falar sobre o Fórum de Cooperação entre a China e os países lusófonos, decorrido recentemente em Macau, considerou proveitoso o evento por permitir perceber claramente a importância que o governo chinês atribui aos países da CPLP em matérias ligadas com a  captação de investimento privado para financiar os projectos que possibilitam a diversificação económica dos países.

A Unidade Técnica para o Investimento Privado (UTIP) da Casa Civil do Presidente da República de Angola existe há 12 meses (um ano), período que possibilitou a concretização de cerca de 43 projectos a nível nacional e permitiu captar um investimento avaliado em nove mil milhões de dólares norte-americanos.

A Unidade Técnica Para o Investimento Privado (UTIP) é um serviço técnico especializado, de apoio permanente ao Titular do Poder Executivo, encarregue pela preparação, condução, avaliação e negociação de projectos de Investimentos Privado cuja aprovação nos termos da Lei do Investimento Privado e respectivo regulamento seja da competência do Titular do Poder Executivo.

É da competência da UTIP, a recepção e análise das propostas de investimento de montante superior ao contravalor em Kwanzas (AOA) equivalente a USD 10 milhões.

Fonte: TPA | ANGOP