Hoje a mulher moderna está super preocupada em manter a sua aparência lindíssima e natural

Hoje a mulher moderna está super preocupada em manter a sua aparência lindíssima e natural

24 Novembro, 2016 0 Por Staline Satola

Cada vez mais mulheres resolvem voltar ao cabelo crespo natural, deixando de lado as químicas alisantes e entrando de cabeça no processo de transição.

Justamente por isso, pedimos dicas para transição experts em fios crespos.

Se você anda pensando em voltar a ter os cabelos crespos, saiba que esse
processo consiste em, basicamente, deixar o cabelo crescer e ir cortando as pontas até que não haja mais resquícios de fios alisados.

Os especialistas dizem que infelizmente não existe um tratamento que traga os cachos de volta.

Mas, selecionamos 4 dicas para transição, a principal é ter paciência para esperar os cabelos crescerem. Certamente vale a pena aguardar!

Do alisado ao crespo: Dicas para transição

Por depender do tempo de crescimento dos fios, que varia de uma mulher para outra, a transição pode demorar e costuma ser um período que mexe com a autoestima feminina.

Isso porque os cabelos geralmente ficam disformes, pois a raiz passa a ficar crespa enquanto as pontas estão com aparência chapada.

Para enfrentar esse momento de mudança, os experts aconselham a buscar novas formas de modelar os fios.

A base desse processo é tentar equilibrar as texturas sem prejudicar os novos fios.

Aposte nos penteados

Você pode experimentar fazer tranças de raiz, que são ótimas para camuflar as diferenças entre as texturas, usar turbantes e faixas ou mesmo coques e rabos de cavalo feitos com os fios bem puxados.

Hidrate! Hidrate! Hidrate!

Outra recomendação é intensificar as hidratações, que podem ser feitas em todas as lavagens, para que os fios cresçam saudáveis e formem cachos mais bonitos.

Esse processo é importante pois mantém a saúde dos fios ainda alisados, enquanto dá força para os novos cachos.

Não tenha medo da tesoura

Durante esse período é legal hidratar até termos fios suficientes para o ‘big chop, sim, você não leu errado.

Para encerrar um processo de transição, não há como evitar a tesoura. Para que a transição seja finalizada, o corte é um passo necessário, sugere os especialistas.

Apare as pontas

Se a ideia de cortar radicalmente os fios causa medo, você pode tentar deixar o cabelo crescer ao máximo para adiar um pouco mais a mudança – mas saiba que, quanto mais raiz natural você tiver, mais gritante vai ser a diferença entre as texturas do fio.

Tente, ao menos, ir aparando as pontas, retirando cerca de 2 cm por mês para que o visual não fique tão comprometido.

Quem já passou por esse período garante que a transição é, sobretudo, um momento de redescoberta.

Você reaprende ou, em muitos casos, entende pela primeira vez como lidar com os seus cachos naturais.

Vai descobrir o que funciona para o seu tipo de fio, como ele responde aos produtos de finalização, se encaracola mais ou menos, se fica melhor com gel, mousse ou apenas um creme de pentear.

Aproveite essa época para criar uma rotina de cuidados específicos. Trate bem os fios para conseguir valorizar os cachos que ficaram por tanto tempo escondidos.