Mundo

Número de mortos em descarrilamento na Índia sobe para 120

Os socorristas indianos continuam as operações de busca pelos sobreviventes de um descarrilamento de um comboio que matou hoje pelo menos 120 pessoas, o pior acidente ferroviário do país desde 2010.

Os 14 vagões do expresso Indore-Patna saíram dos carris perto da cidade de Kanpur, no Estado de Uttar Pradesh (norte), cerca das 03:00 da manhã de domingo (22:30 de sábado em Luanda), numa altura em que a maior parte dos passageiros dormia.

“O balanço chegou aos 120 mortos. Pelo menos 200 pessoas ficaram feridas”, afirmou à agência AFP um responsável da polícia da região de Kanpur Zaki Ahmad.

O anterior balanço, divulgado ao início da manhã em Portugal, dava conta de 91 mortos.

Os sobreviventes procuram os familiares que estavam no comboio em conjunto com centenas de polícias e militares que foram destacados para a zona, onde as unidades de salvamento tentam desencarcerar os vagões que descarrilaram para conseguirem retirar possíveis sobreviventes.

“A minha filha de 12 anos desapareceu. Estou à procura dela há horas. A minha mulher está gravemente ferida na cabeça e eu perdi tudo o que tinha comigo, sinto-me sozinho, o meu mundo inteiro caiu”, contou à AFP um sobrevivente.

Este acidente é o mais mortal desde a colisão de dois comboios em Bengala em 2010, que fez 146 mortos e mais de 200 feridos.

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas