Angola

Viver em Centralidades Começa a Pesar nos Bolsos

Viver nas centralidades do Kilamba e Sequele em Luanda, custa mensalmente ao bolso dos moradores.

Mais de 200 mil kwanzas, com despesas inerentes ao pagamento das rendas, transporte, manutenção de apartamentos, entre outros cargos.

Mário Manuel, da centralidade do Sequele, disse que a situação se agudizou este ano, em virtude das subidas de mensalidades da água e da luz, principalmente para os que vivem em apartamentos onde não se encontra equipamentos de sistema pré-pago.

Em média pagamos 12 a 14 mil kwanzas pelo consumo de água e energia, cada item.

Mais quem tem contador paga uma taxa fixa de 1.891 kwanzas, mesmo com as restrições constantes no fornecimento destes bens queixou-se o morador, e muitas outras razões que concorrem para o abandono das centralidades é a instituições de novos impostos de carácter obrigatório, como é o caso de seguro Habitação.

 

Via Jornal OPAÍS (Edição Impressa)

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas