Curiosidades

Adolescente que não come a um ano por ter o estômago paralisado

Doença afeta 6% da população no Reino Unido.

Lily passa 18 horas ligada a tubos que substituem a alimentação.

As tonturas, náuseas e fortes dores de estômago começaram aos 14 anos.

E foram precisos mais dois para que os médicos conseguissem diagnosticar a doença que mudou a vida de Lily Tock.

A jovem residente em East Yorkshire, no Reino Unido, sofre de gastroparesia, uma doença que se caracteriza pela diminuição da força de contração da musculatura do estômago e a impede de ingerir alimentos.

Aos 16 anos, Lily passa 18 horas do seu dia ligada a tubos através dos quais lhe são administradas os nutrientes e vitaminas essenciais para viver. A esperança de voltar a comer depende da aplicação de um pacemaker gástrico.

“Daria tudo para poder comer. Mas se o fizer fico com vómitos e dores terríveis”, contou ao Metro UK a adolescente, que sofre ainda de síndrome de taquicardia ortostática postural e de dismotilidade gastrointestinal, que faz com que os intestinos não funcionem adequadamente.

Neste momento, Lily toma morfina e tramadol diariamente para controlar as dores. A mãe, Karen, criou uma campanha de angariação de fundos para ajudar à investigação da doença da filha. A gastroparesia afeta apenas 6% da população do Reino Unido.

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas