Curiosidades

Adolescente que não come a um ano por ter o estômago paralisado

Doença afeta 6% da população no Reino Unido.

Lily passa 18 horas ligada a tubos que substituem a alimentação.

As tonturas, náuseas e fortes dores de estômago começaram aos 14 anos.

E foram precisos mais dois para que os médicos conseguissem diagnosticar a doença que mudou a vida de Lily Tock.

A jovem residente em East Yorkshire, no Reino Unido, sofre de gastroparesia, uma doença que se caracteriza pela diminuição da força de contração da musculatura do estômago e a impede de ingerir alimentos.

Aos 16 anos, Lily passa 18 horas do seu dia ligada a tubos através dos quais lhe são administradas os nutrientes e vitaminas essenciais para viver. A esperança de voltar a comer depende da aplicação de um pacemaker gástrico.

“Daria tudo para poder comer. Mas se o fizer fico com vómitos e dores terríveis”, contou ao Metro UK a adolescente, que sofre ainda de síndrome de taquicardia ortostática postural e de dismotilidade gastrointestinal, que faz com que os intestinos não funcionem adequadamente.

Neste momento, Lily toma morfina e tramadol diariamente para controlar as dores. A mãe, Karen, criou uma campanha de angariação de fundos para ajudar à investigação da doença da filha. A gastroparesia afeta apenas 6% da população do Reino Unido.

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Related Articles

Veja também!

Close
Close
%d bloggers like this:
Ir para a barra de ferramentas