O animal mais veloz do mundo está à beira de desaparecer

O animal mais veloz do mundo está à beira de desaparecer

27 Dezembro, 2016 0 Por Staline Satola

Há em todo o mundo apenas 7.100 chitas a viver fora do cativeiro.

São o animal mais veloz do mundo, mas sem ajuda do Homem arriscam-se a perder esta corrida contra o tempo. As chitas correm risco de extinção.

Os cientistas estimam que existam em todo o mundo apenas 7.100 chitas a viver em liberdade, ocupando apenas 9% do território que costumava ser o seu habitat natural.

As chitas asiáticas são a subespécie que corre maior risco.

Há menos de 50 no Irão, segundo uma nova investigação da Sociedade Zoofila de Londres e a Sociedade de Conservação da Vida Selvagem, consultada pelo jornal Metro.

No Zimbabwe havia, há 16 anos, 1.200 chitas e agora são apenas 170.

A caça é, aqui, a principal causa desta pré-extinção em massa.

Diz o mesmo estudo que 77% dos locais habitados por populações de chitas se encontram fora de zonas protegidas, pelo que a espécie se encontra particularmente vulnerável ao impacto do Homem no seu habitat.