Curiosidades

Quando se apaixona, o Facebook também fica a saber, Mas como?

Um estudo levado a cabo internamente na rede social é um sinal que o Facebook percebe o comportamento dos seus utilizadores.

É que o cebook recolhe uma vasta quantidade de dados sobre si de acordo com a sua navegação e informações partilhadas.

O que provavelmente não sabia é que o Facebook é capaz de tirar ilações sobre si de acordo com as suas publicações, nomeadamente sobre se está ou não apaixonado.

Numa publicação de blogue feita na própria rede social, um grupo de investigadores chegou à conclusão que é possível determinar se alguém está próximo de entrar numa relação amorosa. De acordo com o estudo partilhado, nos dias que antecedem à entrada numa relação os dois elementos do casal entram na fase de ‘namoro’, com um número crescente de publicações partilhadas nos murais de cada um. O gráfico indicativo deste comportamento pode ser visto em cima.

“Durante os cem dias que antecedem o começo da relação, observamos um lento mas estável crescimento no número de publicações nos murais partilhados entre o futuro casal”, pode ler-se neste estudo.

Porém, este crescimento é seguido de um declínio, um sinal que o casal poderá estar ocupado com assuntos mais importantes do que partilhar publicações no Facebook. “Presumivelmente, o casal decide passar mais tempo junto, o namoro online é desativo e estas interações indicam mais interações no mundo físico”, apontam os investigadores.

Ainda que o número de publicações diminua, o cariz de cada uma é mais feliz do que anteriormente. O aumento de sentimento com cada publicação vai crescendo à medida que a relação começa e a tendência mantem-se enquanto se está numa relação. Pode encontrar o gráfico sobre esta evolução em cima.

Além de ser interessante ver o tipo de comportamento que os utilizadores do Facebook têm na rede social em fases de diferentes das suas vidas, os dois gráficos acima também atestam à forma como ao Facebook infere o que se passa na vida dos seus utilizadores.

Serve realçar que esta informação também pode ser passada a anunciantes, que podem assim saber quais os utilizadores mais recetivos a determinados anúncios.

 

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas