Benguelenses esperam Natal menos afortunado

Benguelenses esperam Natal menos afortunado

15 Dezembro, 2016 0 Por Staline Satola

A sociedade benguelense não está a parte da realidade do resto do pais, deste modo, para quadra festiva que se avizinha.

A população mostra mostra-se preocupada com a escassez de verbas e de oferta no mercado, para rechear este natal.
Dezembro para muitos o mês mais aguardado do ano.
Estando 2016 manchado pela crise em Benguela agentes sociais, quer individuais quer institucionais, guardam reservas para aquela que deveria ser a mágica noite de natal.
O economista Henrique Pascoal defende que o comportamento de muitos cidadãos angolanos, as vezes deixa muito a desejar.
Sobretudo neste mês, porque mesmo com carências e dificuldades algumas famílias ainda têm um consumo exagerado.
O poder de compra das famílias está a diminuir, o especialista visualiza dois caminhos opcionais:

Uns farão gastos exorbitantes e começarão o ano com dividas.

Outro, poderão retrair o seu consumo.

Henrique Pascoal aconselha os angolanos a viverem de acordo o dinheiro que têm no bolso, apostando no que realmente precisam.
Para si, janeiro não e o mês da pobreza, dura tanto como os outros.

 

 

Via Jornal OPAÍS Edição Nº 645