Espanha: Homem morre à porta de hospital sem receber auxílio

Espanha: Homem morre à porta de hospital sem receber auxílio

30 Dezembro, 2016 0 Por Staline Satola

Hospital investiga por que razão ninguém prestou auxílio ao homem, que morreu a 50 metros da unidade hospitalar.

Um homem morreu, no passado sábado, depois de ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória a uns escassos 50 metros do hospital universitário Quirón de Pozuelo, em Madrid, Espanha.

Na manhã do dia de consoada, o homem sentiu-se mal à entrada de um táxi, junto do hospital.

Foi o próprio taxista quem chamou os serviços de emergência (112) e contactou, ainda antes da chegada da ambulância, a unidade hospitalar. Mas do hospital ninguém saiu em auxílio da vítima, que havia sofrido uma paragem cardiorresporatória.

Quando a equipa de emergência médica chegou ao local, o homem já havia perdido a vida. As manobras de reanimação revelaram-se infrutíferas.

“Não podemos abandonar o nosso posto de trabalho”. Foi esta a justificação dada pelo pessoal médico, que atira responsabilidades aos serviços de emergência, responsáveis por acorrer em auxílio do paciente.

De acordo com o La Vanguardia, o hospital universitário Quirón de Pozuelo já abriu uma investigação ao caso.