Mundo

Índia: Centenas de milhares de pessoas no funeral do líder do estado

Centenas de milhares de pessoas concentraram-se em Chennai, no sul da Índia, para prestar a última homenagem à líder Jayaram Jayalalithaa, antiga atriz de cinema e política popular, morta na segunda-feira.

Jayalalithaa, ministro-chefe do estado do Tamil Nadu, morreu na segunda-feira à noite depois de ter sido operada, na sequência de um ataque cardíaco sofrido no dia anterior.

Um mar de pessoas em lágrimas estendia-se pela escada de um edifício público, onde se encontra o corpo de Jayalalithaa, coberto com a bandeira indiana, numa plataforma elevada.

Milhares de agentes policiais formaram cadeias para controlar o acesso da enorme multidão ao local.

Em Nova Deli, os deputados indianos fizeram um minuto de silêncio antes das duas câmaras do Parlamento terem adiado a sessão por um dia, em memória da mulher que muitos referem como “Amma”, ou mãe.

Aos 13 anos, Jayalalithaa começou a sua carreira no cinema e rapidamente se tornou conhecida como protagonista romântica em muitos dos quase 150 filmes em língua tamil nos quais atuou.

No início da década de 1980 entrou para a polícia, sob a proteção de Marudur Gopalan Ramachandran, antigo ator e ministro-chefe do mesmo estado indiano.

Logo após a sua morte, em 1987, Jayalalithaa intitulou-se a sua herdeira política e assumiu o controlo do partido All India Anna Dravida Munnetra Kazhgam.

Jayalalithaa ocupou o cargo de ministro-chefe de Tamil Nadu, a mais alta posição eleita no estado de 71 milhões de habitantes, durante perto de 14 anos, ao longo de cinco mandatos, iniciados em 1991. Acusada num caso de corrupção, foi detida e só recuperou o cargo no ano passado, depois de o processo ter sido arquivado, numa vitória esmagadora em eleições parciais.

Jayalalithaa nasceu em 1948 na aldeia de Melukote, no atual estado de Karnataka.

Staline Satola

Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Related Articles

Close
Ir para a barra de ferramentas