Mundo

Itália apoia assistência a crianças vítimas de sida em Moçambique

A cooperação italiana vai apoiar um programa de assistência a crianças vítimas de sida em Moçambique, com um financiamento de 1,5 milhões de dólares (1,3 milhões de euros), avançou ontem a representação de Itália em Maputo.

O acordo de projeto foi assinado ontem pelo embaixador italiano em Moçambique, Marco Conticelli, e pelo representante do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Marcoluigi Corsi, e visa reduzir a infeção pelo vírus de imunodeficiência humana (HIV, na sigla em inglês) em crianças e aumentar a cobertura de tratamento de menores vítimas da doença.

“Isto contribuirá para a implementação do IV Plano Estratégico Nacional para a Resposta ao HIV em Moçambique”, refere um comunicado enviado à Lusa pela Embaixada de Itália em Maputo.

Segundo dados citados no comunicado, Moçambique tem a terceira maior taxa de mulheres grávidas seropositivas na África subsariana e a oitava maior prevalência de HIV no mundo.

“A prevalência do HIV é 40% maior nas mulheres do que nos homens e as raparigas adolescentes têm três vezes mais probabilidades de ser infetadas pelo vírus do que os adolescentes rapazes”, segundo os dados assinalados pela representação diplomática.

O UNICEF apoia o Governo moçambicano a eliminar a mortalidade infantil evitável, em que um terço das mortes de crianças ocorre com recém-nascidos, e no alargamento da cobertura das intervenções de saúde infantil, incluindo o tratamento da desnutrição aguda.

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas