Angola

OMS felicita Angola pelo fim da epidemia de febre-amarela

A Organização Mundial da Saúde (OMS) felicitou hoje o Governo angolano pelo fim da epidemia de febre-amarela, que Angola enfrentou de dezembro de 2015 a junho passado, com um total de 381 mortes, de 884 casos confirmados.

Os cumprimentos foram hoje transmitidos pelo Oficial de Programas da OMS, Javier Aramburu, na cerimónia em que o ministro da Saúde de Angola, Luís Gomes Sambo, declarou o fim da doença, que atingiu 16 das 18 províncias do país.

Segundo Javier Aramburu, o surto que Angola enfrentou foi o de maior magnitude nos últimos 30 anos, comparativamente aos que registaram a República Democrática do Congo, Sudão, Camarões, Chade, Senegal, Costa do Marfim, Uganda e Serra Leoa.

Até à data, 7,7 milhões de pessoas continuam ainda por imunizar contra a doença em Angola, muitas das quais residentes em áreas infestadas pelo ‘Aedes aegypti’, o mosquito vetor da doença, recordou aquele oficial da OMS.

Javier Aramburu manifestou o apoio contínuo da OMS aos países da região, incluindo Angola, para a prevenção e gestão de futuros surtos ou epidemias desta doença, através de uma resposta rápida e eficaz, e de ações como campanhas de vacinação preventiva, engajamento comunitário e o aumento da disponibilidade mundial de vacinas.

Luís Gomes Sambo declarou hoje o fim da epidemia de febre-amarela com a ausência de casos confirmados desde 23 de junho, altura em que ocorreram os últimos nos municípios de Cuanhama, província do Cunene, e Cambambe, província do Cuanza Norte.

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas