Angola

Primeiro lote de locomotivas chegou ao país e mais autocarros vão circular

O primeiro lote de quinze locomotivas que vai reforçar a capacidade dos Caminhos de Ferro de Angola começou a chegar em Novembro último ao país, anunciou esta terça-feira, em Luanda, o ministro dos Transportes, Augusto da Silva Tomás.

O ministro que fez este anuncio no final de um encontro que manteve com o Governador Provincial de Luanda, Higino Carneiro, com o objectivo de perspectivar um futuro melhor no sector dos transportes rodoviários e ferroviários na capital do país, referiu que já desembarcaram locomotivas nos Portos de Luanda, Lobito e Namibe, para o Caminhos de Ferro de Luanda, (CFL), Caminho de Ferro de Benguela (CFB) e Caminho de Ferro de Moçamedes (CFM).

“Há um esforço grande do Executivo angolano, a nível de vários projectos do sector dos transportes para modernizar e ampliar a capacidade de transportação de mercadoria, por ser um sector estratégico para alavancar a produção de bens e serviços na agricultura, pescas, pecuária, indústria mineral e transformadora e sobretudo a nível do comércio”, disse.

O ministro informou que os meios de transporte públicos, entre os quais mistos, de passageiros e de carga, estão a ser produzidos na República da China, obedecendo as especificidades sócio culturais dos angolanos e ao estado das vias principais, secundárias e terciárias.

São veículos para transportes colectivos urbanos, intermunicipal e inter-provincial que terão um semí-eixo reforçado, motores diferenciados e outros complementos como filtros especiais, em virtude do actual estado das vias.

Segundo Augusto Tomás há um conjunto de projectos no sector ferroviário aprovados pelo Executivo que visam dar resposta ao elevado número de concentração populacional no eixo entre Bungu, distrito urbano da Ingombota e Baia, distrito urbano do Rangel, passando por Cazenga e Viana.

Leia +

Staline Satola

Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Related Articles

Close
Ir para a barra de ferramentas