Mundo

Síria: Começou o cessar-fogo

O cessar-fogo na Síria entrou em vigor às 23:00 de Angola, ao abrigo do acordo sob os auspícios da Rússia e da Turquia e que pode ser a viragem no conflito, com mais de cinco anos.

O acordo foi anunciado pelo Presidente russo, Vladimir Putin, e confirmado pelas Forças Armadas sírias e a oposição.

O chefe de Estado turco, Recep Tayyip Erdogan, cujo país apoia os rebeldes, disse que o acordo é uma “oportunidade histórica” para acabar com a guerra que provocou milhares de mortos e milhões de refugiados.

O ministro dos Negócios Estrangeiros sírio, Walid Muallem, considerou que o cessar-fogo é uma “oportunidade real” para encontrar uma “solução política” para o conflito.

O anúncio da trégua ocorre uma semana depois de o regime de Bashar al-Assad ter assumido o controlo da cidade de Alepo.

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou hoje, durante uma intervenção na televisão, que o regime sírio e os rebeldes assinaram um cessar-fogo e acordaram começar conversações de paz, no seguimento de negociações mediadas pela Rússia e pela Turquia durante os últimos meses.

De acordo com Vladimir Putin, as autoridades de Damasco e a maioria da oposição armada assinaram um documento sobre um cessar-fogo na Síria e também um anúncio sobre a sua disposição para começar as conversações de paz.

O acordo será o primeiro não só a ser mediado pela Turquia, mas também a ter uma incidência nacional desde a trégua de setembro, que durou uma semana, até vários incidentes violentos terem feito cair o cessar-fogo.

Uma outra trégua tinha sido alcançada em fevereiro, sendo ambos mediados pelos Estados Unidos e pela Rússia.

A Rússia é um dos importantes apoios do Presidente da Síria, Bashar al-Assad, e está a intervir militarmente no conflito desde setembro do ano passado.

Apesar de apoiarem partes diferentes no conflito, e das relações entre os dois países terem piorado depois da Turquia ter abatido um avião russo no ano passado, Ancara e Moscovo têm trabalhado cada vez mais próximos na Síria e em conjunto mediaram o cessar-fogo em Alepo que permitiu, já este mês, que os últimos rebeldes e civis tenham podido sair da cidade.

 

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas