Mundo

Síria: Tropas russas descobrem valas comuns com civis em Aleppo

Dezenas de vítimas teriam sido torturadas, mutiladas, fuziladas. Rússia culpa rebeldes por atrocidades, enquanto ONGs de direitos humanos acusam tropas de Assad e o EI.

Alemanha anuncia programa humanitário para Aleppo.

Na cidade síria de Aleppo, soldados russos afirmam ter encontrado valas comuns com dezenas de cadáveres de civis. Segundo o Ministério da Defesa em Moscou, algumas das vítimas apresentavam marcas de tortura e mutilações, outras haviam recebido tiros.

A descoberta macabra não é totalmente surpreendente. Nas últimas semanas, organizações direitos humanos vinham registrando massacres e torturas no ex-reduto rebelde no norte da Síria.

Ao mesmo tempo, a responsabilidade pelas atrocidades é controversa. Segundo o porta-voz do ministério russo Igor Konashenkov, as investigações futuras forçarão os apoiadores ocidentais da oposição síria a “reconhecer sua responsabilidade pela crueldade” dos rebeldes.

 

 

Leia +

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas