Mundo

Síria: UE quer abertura de corredores humanitários em Alepo

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, apelou hoje à “abertura imediata de corredores humanitários” para a retirada de civis em Alepo e a entrada de ajuda na cidade síria, mas admitiu que a União Europeia “não foi efetiva”

“Para ser claro, face à brutalidade do regime [sírio] e dos seus apoiantes — a Rússia e o Irão -, não fomos tão efetivos como gostaríamos de ter sido, mas não somos indiferentes ao sofrimento do povo sírio”, afirmou, acrescentando: “Usamos todos os canais diplomáticos para a abertura imediata de corredores humanitários para a entrada ajuda humanitária e a saída dos civis”.

Contudo, Tusk admitiu: “Infelizmente, sei que não fomos suficientemente efetivos face à tragédia em Alepo”.

Donald Tusk salientou, na conferência de imprensa no final do Conselho Europeu, que a União Europeia (UE) “não é indiferente ao sofrimento do povo sírio”.

“A UE concentra-se na ajuda humanitária e nos esforços diplomáticos e já conseguimos alguns resultados, como a criação, com o Irão, de corredores seguros para os civis”, acrescentou, sublinhando não terem sido adotadas novas sanções relacionadas com o conflito sírio.

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas