Mundo

Uruguai: Inaugura museu da canábis

O Uruguai inaugurou ontem um museu da canábis, o primeiro na América do Sul, para dar a conhecer as potencialidades da planta num país onde a produção é legal, embora controlada.

O Museu da Canábis de Montevideu (MCM), no centro da capital do Uruguai, coloca o país “no circuito global” que inclui Amesterdão (Holanda), Barcelona (Espanha) e Califórnia (Estados Unidos da América), destaca a direção.

A ideia do museu surgiu na sequência da aprovação da lei que legalizou a venda e produção da marijuana no Uruguai, em 2013, considerada pioneira.

O diretor, Eduardo Blasina, em declarações à agência de notícias EFE, sublinhou que a canábis é “uma planta com múltiplas” aplicações, apesar de “o discurso se centrar numa única das suas características”.

O visitante do museu poderá, assim, ficar a saber que a canábis se cultiva “há milhares de anos” e “tem uma variedade enorme de usos”, acrescentou Blasina, sócio de uma das empresas autorizadas a produzir marijuana no Uruguai.

A legislação aprovada há três anos prevê que os interessados se inscrevam num registo oficial para acederem a dez gramas de canábis por semana, até um máximo de 40 gramas mensais. No entanto, as autoridades ainda não conseguiram concretizar este aspeto da lei.

Outros aspetos relacionados com a produção e a criação de clubes de canábis estão já em prática.

Staline Satola

Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Related Articles

Close
Ir para a barra de ferramentas