Mundo

Zika: Mais de 50% das brasileiras não querem engravidar devido ao vírus

Mais de metade das mulheres brasileiras em idade fértil tentam evitar a gravidez por causa do surto do vírus Zika que assola o país desde 2015, segundo um estudo publicado hoje.

Divulgado pelo The Journal of Family Planning and Reproductive Health Care, o estudo foi realizado em junho com base em entrevistas a 2.002 mulheres entre 18 e 39 anos, educadas e residentes nas zonas urbanas.

As mulheres foram questionadas em entrevistas presenciais sobre a gravidez e de forma anónima no que diz respeito à questão do aborto, que é proibido pela lei brasileira, exceto em caso de violação ou quando a vida da mãe está em perigo.

Segundo a agência de notícias AFP, 56% das mulheres inquiridas responderam ter evitado ou que tinham procurado evitar uma gravidez por causa da epidemia do vírus Zika.

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Related Articles

Close
Ir para a barra de ferramentas