Mundo

Presidente da Colômbia apela à construção da paz em 2017

O Presidente colombiano disse no sábado que “a Colômbia foi o país do ano” em 2016 e que o “principal desafio” de 2017 é a construção da paz e a reconciliação, após o fim da guerrilha das FARC.

“Não assinámos só o acordo de paz [com as FARC] e começámos a aplicá-lo, os seus benefícios já começaram a sentir-se”, afirmou, numa mensagem de ano novo, destacando que o cessar-fogo definitivo salvou dezenas de vidas desde que foi declarado, em agosto.

Juan Manuel Santos, que recebeu em 2016 o prémio Nobel da Paz pelo acordo assinado com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), acrescentou que a indeminização de vítimas do conflito, que durou mais de 50 anos, já começou e que a restituição de terras permitiu o regresso de milhares de famílias às suas casas.

Também a segurança melhorou e a taxa de homicídios em 2016 foi a mais baixa em 40 anos na Colômbia, disse ainda, destacando, por outro lado, melhorias na educação, saúde, infraestruturas, investimento estrangeiro e luta contra a corrupção.

“A Colômbia é o país do ano”, afirmou, convidando os colombianos a continuarem a construir o paz em 2017.

“É verdade que ainda falta muito, muitíssimo caminho por percorrer. Sou o primeiro a reconhecê-lo. Os desafios continuam a ser imensos”, disse Juan Manuel Santos, para quem “O principal desafio” dos colombianos em 2017 é, “sem dúvida alguma, o da reconciliação e a construção da paz”.

O Presidente da Colômbia apelou aos colombianos “para deixaram para trás os ódios, os rancores, os medos do passado” e acrescentou estar otimista e ter fé no futuro.

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas