Angola

Criada rede de instituições de formação

O Presidente da República, José Eduardo dos Santos, aprovou ontem, por Decreto Presidencial, a criação da Rede de Instituições de Formação da Administração Pública para a articulação formal entre as instituições públicas engajadas na formação, desenvolvimento e capacitação dos funcionários e agentes administrativos públicos.

Segundo um comunicado da Casa Civil do Presidente da República, a Rede de Instituições de Formação da Administração Pública rege-se por regulamento próprio e congrega instituições de formação da administração pública tais como a Escola Nacional de Administração (ENAD), o Instituto de Formação para a Administração Local (IFAL) e o Instituto de Formação das Finanças (INFORFIP), o Instituto Superior de Relações Internacionais (ISRI), a Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), o Instituto Nacional de Formação de Quadros da Educação (INFQE) e o Instituto Nacional de Estudos Judiciários (INEJ).
Podem ainda integrar a Rede de Instituições de Formação da Administração Pública outras instituições de formação para a administração pública, estabelecendo o seu regulamento que a mesma tem, entre outras atribuições, promover a cooperação, o diálogo e o uso partilhado de recursos materiais e imateriais de formação entre os seus membros, bem como identificar necessidades, redundâncias e oportunidades de formação da Administração Pública.
Fazem ainda parte do leque de atribuições da instituição ora criada estabelecer uma plataforma electrónica que assegure a comunicação, a gestão partilhada das acções de formação e a oferta de cursos. Compete ainda à Rede de Instituições de Formação da Administração Pública colaborar com os organismos da Administração Pública na formulação, implementação e avaliação das políticas públicas e acções estratégicas no domínio da formação dos funcionários públicos.
A Rede de Instituições de Formação da Administração Pública é dirigida por um coordenador escolhido entre os directores gerais das Instituições de Formação integrantes, que exerce o cargo por um período de dois anos de formação rotativa, devendo submeter ao Titular do Poder Executivo um relatório trimestral de actividades.

Tags

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Veja também!

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
%d bloggers like this:
Ir para a barra de ferramentas