Bem-estarDicas!

Dicas que farão de ti suporte para quem sofre com o diagnóstico de câncer

DICAS PARA APOIAR UM FAMILIAR COM CÂNCER

   Enfrentar a descoberta de qualquer doença de pessoas próximas é sempre um grande embate. É como se tudo caísse por terra e não há a possibilidade de se livrar do problema.

Geralmente sentimos isso porque estamos conectados a esta pessoa com laços muito fortes e inevitavelmente – isso faz parte de todo ser humano – não pensamos na morte como uma possibilidade, até a descoberta de algo que pode mudar completamente a vida de toda uma família.

O primeiro passo é pensar na pessoa que está sofrendo com a doença. Às vezes pensamos mais no nosso sofrimento do que no sofrimento daquele que está vivendo o momento. Oferecer o total apoio somente é possível se você também estiver seguro das suas emoções. Sofrer é inevitável. O sofrimento faz parte da vida, assim como a alegria. Por isso, o apoio e a união da família e dos amigos são primordiais para que todos passem por esse momento sabendo que tem alguém ao lado para se apoiar. É um apoio mútuo.

Como ter força e apoiar a pessoa ao mesmo tempo?

Amparar-se em amigos é a primeira coisa que todo ser humano tende a fazer e isso é ótimo. É importante estar perto de pessoas que ouçam seu sofrimento e acolham sua dor, mesmo que pelo simples fato de estar ao lado.

Se você é acostumado a ler, leia sobre coisas que não tenham nada a ver com o tema daquilo que você está vivendo naquele momento: a leitura permite que o indivíduo saia da própria confusão. Inclusive, a leitura é uma excelente aliada no combate à depressão!

Como contar para crianças?

Antes de contar, preparar o ambiente é a melhor maneira. Aproximar-se da criança (caso seja uma família mais distante), passear, falar sobre outras coisas e fazer com que a criança se sinta segura naquele ambiente. A partir daí, falar sobre o que é a doença de maneira cautelosa, contar uma história que fale sobre o tema, tirar as dúvidas da criança (porque crianças são curiosas e certamente farão perguntas) e só depois de todo esse cenário explicar porque está contando isso.

E o paciente, qual a orientação para ter força e lutar?

Apoiar-se na família é primordial. Estar perto das pessoas que o fazem sentir-se seguro e protegido. Pedir à família e amigos que falem sobre outros temas para se distrair também é uma excelente ideia para esquecer o problema. O mais importante de tudo isso é não focar as energias no problema e sim no que há de bom. O problema está sendo tratado por quem entende do assunto, a única coisa que o paciente precisa fazer é seguir as orientações necessárias. No mais, estar com amigos e família e se achar necessário, buscar ao auxílio de um profissional psicólogo, que é uma pessoa completamente neutra na situação e buscará tratar a auto-estima do paciente.

Por favor você que está cuidando de alguém nesta situação dê apoio pois é muito duro para essa pessoa…

Qualquer ajuda estou nos comentários a espera de vossas sugestões, questões e pedidos bjs queridos leitores não esqueçam de partilhar muita gente precisa de apoio neste aspecto.

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Veja também!

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas