Mundo

FBI pediu a Departamento de Justiça que desmentisse escutas a Trump

O diretor do FBI solicitou sem sucesso no fim de semana ao Departamento de Justiça que desmentisse publicamente as acusações de Trump de que Obama tinha mandado gravar as suas comunicações em 2016, informou hoje a imprensa norte-americana.

A informação foi revelada pelo jornal New York Times, e confirmada posteriormente por outros órgãos de comunicação, que citaram como fontes altos funcionários norte-americanos.

O diretor do FBI, James Comey, argumentou que a gravidade das acusações de “escutas” às comunicações de Trump exigia um comunicado público por parte do Departamento de Justiça de que eram incorretas.

O Presidente Donald Trump pediu no domingo ao Congresso norte-americano para investigar eventuais escutas de que tenha sido alvo por ordem do seu antecessor antes das eleições, no âmbito do caso de alegada interferência por parte da Rússia, e determinar se o governo de Barack Obama abusou dos seus poderes.

No sábado, Trump acusou o ex-presidente Barack Obama de o ter colocado sob escuta antes das eleições presidenciais de 08 de novembro, numa série de mensagens na rede social Twitter, sem dar pormenores ou referir provas.

Kevin Lewis, porta-voz do antigo presidente norte-americano, afirmou no mesmo dia que Barack Obama nunca ordenou a vigilância de qualquer cidadão norte-americano, desmentindo as acusações de Donald Trump.

A ocorreram tais gravações, o mais provável era que fosse o próprio FBI o encarregado a levá-las a cabo, daí a insistência do diretor da polícia federal em desmarcar-se delas.

Comey insistiu também que legalmente o Presidente dos Estados Unidos não pode ordenar essas escutas, que devem ser ratificadas por um juiz federal.

O Departamento de Justiça tem-se mantido em silêncio sobre o caso.

Os ataques contra Barack Obama surgem numa altura em que a administração de Trump está envolvida em polémica acerca de contactos durante a campanha e o período de transição entre responsáveis russos e alguns dos seus assessores e conselheiros, incluindo o secretário da Justiça, Jeff Sessions.

Tags

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
%d bloggers like this:
Ir para a barra de ferramentas