Angola

Ordem dos enfermeiros apela ao profissionalismo da classe

O representante da Ordem dos Enfermeiros de Angola (Ordenfa) no Bié, Eduardo Caiangula, defendeu, segunda-feira, no Cuito, a necessidade dos filiados apostarem seriamente no profissionalismo, visando salvar vidas nas unidades sanitárias da província.

O responsável que falava em torno do atendimento nos hospitais da região, tendo na ocasião defendido a importância da aplicação da ética e deontologia profissionais por parte dos técnicos para o excelente exercício da profissão.

Para ele, a ética e a deontologia no local de serviço, sobretudo nos hospitais tem por objectivo salvaguardar vidas humanas, e informou que a Ordem dos Enfermeiros de Angola controla, na província, dois mil 600 filiados,

A província do Bié tem uma população de um milhão 455 mil Habitantes e o sector da saúde controla 175 unidades hospitalares, onde labutam três mil 570 funcionários (médicos, enfermeiros e pessoal administrativo).

Entre as patologias com maior frequencia figuram a malária, doenças diarreicas e respiratórias agudas, febre tifóide, diabetes, traumatismo por acidentes de viação e infecções de transmissão sexual.

Tags

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas