Dicas!Relacionamento

Sabe mesmo decifrar o que o seu cão lhe está a tentar 'dizer'?

O comportamento dos cães é o melhor espelho dos seus sentimentos e necessidades. Consegue compreender tudo o que lhe tentam ‘dizer’?

A linguagem corporal é um dos aspetos mais importantes na capacidade comunicativa dos humanos. Observar os comportamentos de terceiros e perceber o que significam faz parte da forma como as pessoas se tentam entender mutuamente. Mas, e com os animais, como é que isto tudo se processa?

De uma forma idêntica, em certa medida. Os cães não expressam as suas emoções e sentimentos através de palavras – fazem-no, por exemplo, com o latido ou ganido, algo que nem sempre é decifrável -, mas recorrem aos comportamentos e atitudes para espelhar aquilo que sentem e necessitam.

O guia de linguagem corporal canina da ASPCA já revelou alguns dos significados das atitudes mais comuns dos cães, mas há outros que devem ser conhecidos, diz a revista Health, que falou com vários especialistas em comportamento canino.

Quando um cão lambe os lábios do dono, por exemplo, pode estar a revelar um aumento dos níveis de stress, diz o especialista Carlo Siracusa, que revela que os animais podem ser ‘contagiados’ com o nervosismo dos donos e que, perante estas situações, deve-se evitar que o cão chegue perto do rosto de pessoas, uma vez que existe o risco do stress o dominar e de ele morder.

O medo é espelhado pelos cães através do olhar, mais concretamente, quando é possível ver a parte branca dos seus olhos, uma caraterística que é ainda comuns aos pássaros que estão também amedrontados. De acordo com a veterinária especialista em comportamento Liz Stelow, os donos devem estar atentos a este fator quando o animal está na rua.

E quando o cão começa a tremer sem estar frio para tal? Não, não se trata de stress, mas sim de desconforto e de uma vontade tremenda de obter o seu próprio espaço, diz a revista.

Já quando o cão abana o rabo com muita intensidade, o significado desse comportamento depende da forma como o seu corpo está a reagir. Na prática, diz Carlo Siracusa, se o cão está excitado e a abanar o rabo, é possível que esteja feliz, mas se estiver a abanar o rabo ao mesmo tempo que as patas tremem e o olhar desvia, então pode estar a revelar algum tipo de nervosismo e infelicidade.

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas