DesportoMundo

Hugo Broos trabalha como técnico camaronês sem contrato

O treinador do Camarão, Hugo Broos, diz que trabalha sem contrato desde Fevereiro pouco depois de ter liderado o time no título da Copa das Nações Africanas no Gabão.

Os seus comentários vieram quando ele anunciou seu time para a eliminatória da Copa do Mundo de 2018 contra a Argélia visitante.

Nem uma nação pode se qualificar do Grupo B para a Copa do Mundo na Rússia.

“Não sei”, foi a resposta da Broos à BBC quando perguntado sobre sua atual situação contratual.

O belga está decidido a terminar a campanha da Copa do Mundo fortemente.

“Precisamos ganhar o jogo, mesmo que isso não altere muito no grupo, nós prometemos não estar na última posição no final”, ele insistiu.

“Há também os rankings da Fifa se continuarmos perdendo nossa posição seria pior. Vamos ganhar pelo orgulho e honra”.

Broos terá que vencer o jogo sem o atacante de Stoke City Eric-Maxim Choupo-Moting e Karl Toko Ekambi, que ambos se tornaram indisponíveis.

Choupo-Moting contactou Broos para dizer que ele sofreu uma lesão, enquanto a Ekmabi, com sede na França, disse que não estava pronto para jogar para a seleção nacional.

“Não consigo explicar por que os jogadores não querem vir e jogar para a seleção nacional, se o motivo é porque eles não jogam, eles não são profissionais”, disse Broos.

“Se eles vierem para a seleção nacional querendo garantir que eles vão jogar, então eles devem ficar em casa porque não é assim.
“Eu tenho 23 jogadores e sempre há 11 no campo e 12 no banco, se ele está no banco para lutar por um lugar, isso é básico para um jogador e não se envergonhar”.

Clinton Njie, que impressionou seu clube francês em Marselha, foi recordada pela primeira vez desde a Copa das Nações de janeiro.

Broos também chamou Christian Bassogog apesar de criticá-lo por não ter variedade suficiente em seu estilo de jogo. “Vou dizer-lhe o que ele tem a fazer”, explicou Broos.

Empregador Camarões: Goleiros: Fabrice Ondoa (Sevilla, Espanha), Jules Goda (Ajaccio, França), Georges Bokwe (Mjondalen, Noruega)

Defensores: Michael Ngadeu Ngadjui (Slavia Praga, República Checa), Adolphe Adolphe (FC Sochaux, França), Ernest Mabouka (Maccabi Haifa, Israel), Jean-Charles Castelleto (Brest, França), Serge Leuko (CD Lugo, Espanha), Collins Fai (Standard Liege, Bélgica), Yaya Banana (Panionios, Grécia), Tolo Nouhou (Seattle Sounders, EUA)

Meio-campista: Georges Mandjeck (Sparta Praga, República Checa), Sebastien Siani Siani (KV Oostende, Bélgica), Franck Zambo Anguissa (Marselha, França), Olivier Boumal (Liaoning Whowin, China)

Em frente: Clinton Njie (Marselha, França), Vincent Aboubakar (FC Porto, Portugal), Benjamin Moukandjo (Jiansung, China), Christian Bassogog (Henan Jianye, China), Jean Pierre Nsame (Young Boys, Suíça), Ngameleu Moumi (Rheinorf , Áustria), Fabrice Olinga (Royal Mouscron, Bélgica), Frantz Pangop (Union de Douala, Cameroun)

 

Tags

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas