Paul Macluv, falou de toda a sua trajetório ao Plum Angola | Plum Angola
Entrevistas

Paul Macluv, falou de toda a sua trajetório ao Plum Angola

Você sabia que o Paul Macluv é artista da MINAMB RECORDS? Confira a entrevista com sua história e dicas sobre como fazer sucesso no mercado angolano.
JOÃO MUKIXI BAPTISTA, DO PLUM ANGOLA, ENTREVISTOU PAUL MACLUV, ARTISTA DA MINAMB RECORDS, FALARAM SOBRE SUA CARREIRA MUSICAL – CONFIRA ABAIXO!

Informação geral (Perfil)
Nome completo: Paulo Edson do Couto Cabral Pinto
Nascimento: 28 de Abril de 1988
Local de nascimento: Maternidade Lucrécia Paim, Luanda, Angola
Género(s): Rap, Rnb e Zouk
Ocupações: Músico e Jurista
Instrumento(s): Vocal
Período em actividade: Desde 2014
Gravadora(s): MinambRecordz
Hobbies: Escrita, Futebol, Praia, Cinema, teatro, estudar, pesquisar novos múscisos e estilos musicais
Influência(s): Eduadro Paim, SSP, O2, Tito Paris, Expensive Soul, Eminem, Jay-Z, 50 Cent, Dengaz, Valete, TheGift, Seu Jorge, Kalibrados, Nga
Social: Paul Macluv (Facebook)

PA: HÁ QUANTO TEMPO VOCÊ ESTÁ NA ESTRADA? CONTE UM POUCO DE VOCÊ, DE SUA TRAJETÓRIA E DAS DIFICULDADES QUE ENCONTROU NO CAMINHO.

Faz muito tempo que tenho trabalhado em música, com muitas idas e vindas, isso desde 2000 e alguns anitos. Nunca deu para conciliar a minha vida académica com os trabalhos musicais, posterior a isso surgiu a vida profissional, então sempre fui perdendo tempo para o estúdio, tendo muitas vezes desistido.

Em 2011 conheci um grupo de pessoas que se tornaram verdadeiros amigos, com quem saia com alguma frequência, tínhamos encontros bastante intimistas, com direito a rodas de música, visto que todos traziam consigo boas influências musicais, foi assim que surgiu o nome Minamb (Ministério do Ambiente), em homenagem aos “ambientes” convívios organizados por nós. O que se fez mais tarde, por consequência da ligação musical que havia entre nós, foi juntar o útil ao agradável, gravamos o primeiro som como produtora ainda num HomeStúdio (HomeStudio dos Di, Pablo Di e Jackes e Di).

Tenho definido o agora como o meu início de trajectória, as dificuldades ainda se estão a apresentar e sei que quanto mais se fizer maior elas serão, ainda mais num mercado cada vez mais competitivo como o nosso.

PA: PAUL MACLUV, OS TEUS FÃS ESTÃO NESTE MOMENTO A ESPERA DA SUA NOVA FAIXA, PORQUÊ AGORA E O QUE ELA TRÁS PARA OS SEUS FÃS?

(risos), Quis dizer os meus amigos, certo? A MinambRecordz tem vários artistas e por isso uma agenda de trabalho que deve ser obedecida, a faixa surge agora por simplesmente ter chegado a minha vez (risos), já agora desculpa aos meus amigos que estiveram todo esse tempo a espera.

Vício do Tchilo

É mais uma daquelas músicas dedicadas à diversão feita em um estilo fora dos padrões em que as músicas actuais têm sido produzidas, tem um instrumental muito peculiar e uma sonoridade ímpar, chega-me a ser difícil descrever.
Espero que os amigos gostem do que vão ouvir.

Em suma é a estória de um jovem que apesar de trabalhador é viciado em noites, um verdadeiro boémio, pelo que não dispensa uma única sexta-feira, mesmo tendo uma namorada que lhe tenta impedir e um trabalho que quase não lhe dá folga.

Paul Macluv encara a diversão como o remédio certo para todas as suas vicissitudes.

O resto acaba sendo aquele ego todo que uma noite de tchilo com os amigos pode causar.

PA: O QUE FALTA EM ANGOLA PARA QUE O ARTISTA POSSA REALMENTE VIVER DE SEU TRABALHO?

Gostaria que lhe fosse fácil responder a isso com apenas uma frase, mas é um conjunto de problemas que se revelam como obstáculos para que isso aconteça.

É preciso que haja reconhecimento e valorização cultural, é preciso que haja seriedade e responsabilidade por parte dos próprios artistas, dos seus agentes e promotores de eventos, é necessário que se olhe pra arte como uma actividade profissional e que se lhe dê este tratamento. Felizmente temos tido progressos e há colegas que já se podem gabar disso.

PA: QUEM AJUDA VOCÊ EM SUA CARREIRA? COMO É FAZER PARTE DE UM “GRUPO?

A minha produtora é a estrutura que me mantém, nós somos uma família e apoiamo-nos em tudo, costumo dizer que sozinho não se chega a lado nenhum, se um dia eu estiver no inferno eu sei que o meu grupo enfrentará o fogo para libertar-me.
Basta que haja união, respeito e disciplina, fazer parte de um grupo é sentir-se seguro.

PA: NO CENÁRIO ATUAL DA MÚSICA ANGOLANA VOCÊ ACHA QUE O INDEPENDENTE TEM MAIS ESPAÇO? QUAIS DICAS VOCÊ TEM PARA UM ARTISTA OU BANDA INDEPENDENTE QUE ESTÁ A COMEÇAR AGORA?

Se dissesse que sim, estaria a ser divergente com a ideia de que sozinho não se chega a lado nenhum, cada um traça a sua carreira como preferir, mas acho que estamos todos de acordo que no nosso necessário sem parcerias as coisas são mais difíceis.

Entretanto os artistas devem investir na sua imagem e aproveitar-se das novas tecnologias para divulgarem o máximo possível os seus trabalhos, principalmente nas plataformas virtuais existentes.

PA: QUAIS SÃO AS NOVAS REVELAÇÕES DA MÚSICA ANGOLANA?

Tenho estado extremamente focado no trabalho do meu grupo e não há outra revelação que possa indicar senão os MINAMBERS BOYZ.

PA: QUAIS LIVROS FIZERAM OU ESTÃO FAZENDO SUA CABEÇA?

Infelizmente não ando tão preso a leitura, mas há dois livros que me preenchem a cabeceira: “Um Apaixonado Incorrigível” de Kialunga Afonso e “Cartas à um Ex-Amor” de Mira Clock

PA:QUAIS SÃO SEUS PROJETOS FUTUROS?

Prioridade neste momento é o presente, vamos terminar o Ep de apresentação da Produtora MinambRecordz, que tem como título “MinamberBoyz” e vamos deixar os resultados ditarem o que virá a seguir.

Obrigado Paul,

Quer ser entrevistado pelo Plum Angola? Envie-nos uma solicitação abaixo!

Paul Macluv, falou de toda a sua trajetório ao Plum Angola
Comments

Plum Angola Traz-lhe tudo o que se passa na Internet e em Jornais locais.

"para você as primeiras informações do dia" Notícias de Angola e do Mundo, Famosos, Tecnologia, Cultura, Desporto, Dicas!, Curiosidades, Empregos, +++

Outubro 2017
S T Q Q S S D
« Set   Nov »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

ESTATÍSTICA Online

  • 364472Total de Leituras:
  • 65Leituras Hoje:
  • 348952Total de visitas:
  • 57Visitas hoje:
  • 1Visitantes online:

Copyright © 2016 - 2017 Plum Angola. Todos direitos reservados. As marcas comerciais registadas e marcas de serviço são propriedade dos respectivos proprietários.Themetf

To Top
Ir para a barra de ferramentas