Seca e terror arrasam Somália

Seca e terror arrasam Somália

20 Outubro, 2017 0 Por João Mukixi

Papa Francisco condena na audiência geral de quarta-feira no Vaticano o atentado terrorista mais mortífero da história da nação localizada no corno de África, e implorou pela conversão dos assassinos numa altura em que prossegue assistência às vítimas.

Mais de um milhão de pessoa fugiram este ano dos seus lares devido a grave seca e ao conflito na Somália, onde mais de 6,2 milhões de pessoa necessitam de assistência humanitária, revelou ontem o conselho dos Refugiados Norueguês.

Além disso, mais de 3,1 milhões estão em situação crítica e 399.000 menores de cinco anos sofrem de desnutrição aguda explicou a ONU em comunicado.

Michael Keating, representante especial das Nações Unidas à Somália, responsabiliza os políticos pela fome no país, em sociedades com instituições que funcionem e onde a liberdade de expressão prevalece raramente há fome.

Papa Francisco lembrou no Vaticano as Vítimas do duplo atentado com camião-bomba que matou 315 pessoas e deixou 400 feridos em Mogadíscio.