Preocupações no Irã como Trump reflete novas sanções nucleares

Preocupações no Irã como Trump reflete novas sanções nucleares

11 Janeiro, 2018 0 Por Staline Satola

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve decidir se deve ou não reimprimir sanções abrangentes contra o Irã, o último de uma série de ações que põem em causa a sobrevivência do acordo nuclear de 2015 entre as potências mundiais e a República Islâmica.

Trump, que repetidamente prometeu “arrancar” o acordo assinado por seu antecessor, Barack Obama, deverá anunciar sua decisão de renovar a renúncia às sanções dos EUA contra o Irã já na sexta-feira.

Os analistas disseram que a “imprevisibilidade persistente” de Trump já deixou uma nuvem de dúvida em torno das capitais mundiais, advertindo que suas ações poderiam forçar Teerã a abandonar o negócio no longo prazo e retornar a hostilidades com Washington DC.

Como parte da implementação do acordo nuclear em 2015, as sanções dos EUA contra o Irã foram renunciadas. Mas o presidente dos EUA é obrigado a renovar essa renúncia a cada 120 dias.

Se o Trump não o fizer, várias sanções dos EUA contra o Irã são automaticamente reimpresas, inclusive as contra empresas iranianas e empresas estrangeiras que lidam com o Irã. A última vez que a Trump emitiu uma renúncia foi em setembro de 2017, e a renovação está prevista para a sexta-feira.