Mundo

Preocupações no Irã como Trump reflete novas sanções nucleares

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve decidir se deve ou não reimprimir sanções abrangentes contra o Irã, o último de uma série de ações que põem em causa a sobrevivência do acordo nuclear de 2015 entre as potências mundiais e a República Islâmica.

Trump, que repetidamente prometeu “arrancar” o acordo assinado por seu antecessor, Barack Obama, deverá anunciar sua decisão de renovar a renúncia às sanções dos EUA contra o Irã já na sexta-feira.

Os analistas disseram que a “imprevisibilidade persistente” de Trump já deixou uma nuvem de dúvida em torno das capitais mundiais, advertindo que suas ações poderiam forçar Teerã a abandonar o negócio no longo prazo e retornar a hostilidades com Washington DC.

Como parte da implementação do acordo nuclear em 2015, as sanções dos EUA contra o Irã foram renunciadas. Mas o presidente dos EUA é obrigado a renovar essa renúncia a cada 120 dias.

Se o Trump não o fizer, várias sanções dos EUA contra o Irã são automaticamente reimpresas, inclusive as contra empresas iranianas e empresas estrangeiras que lidam com o Irã. A última vez que a Trump emitiu uma renúncia foi em setembro de 2017, e a renovação está prevista para a sexta-feira.

Fonte
Al Jazeera

Staline Satola

Estudante do curso de Informática e Telecomunicações, faculdade de Engenharia, Univerdade Óscar Ribas. Trabalho com gestão de conteúdo desde 2012! Atualmente procurando aprender mas acerca de CMS (WP).

Artigos relacionados

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Ir para a barra de ferramentas